quinta-feira, março 08, 2007

Dia de Limpeza

Caros amigos,

Venho adiando faz um tempo uma faxina das boas nos meus papéis.
Hoje, de posse da minha máscara e com uma batelada de remédios pra prevenir e combater a rinite e a asma, eu vou encaras as caixas, pastas, pilhas e cestos de desenhos, textos, cartas, diários, revistas.
Vai ser emocionante.
Desejem-me sorte.

Regina

5 comentários:

Rafael Plata disse...

Muita boa sorte minha amiga!!!
Rsrsrs!!!
Tenho que fazer uma dessas aqui também, mas até arrepia quando penso!!!
Hummm, blog pronto, postado e espero comentários hein!!!
Não se esqueça:

www.serialfashion.blogspot.com

Bjus linda!!!

Fonseca disse...

Lembra disso: se tu jogar algo fora, logo depois precisarás dessa coisa. Se NÃO jogares essa coisa fora, jamais precisarás dessa coisa novamente.


Ou não, já diria Caê.

Rafael Plata disse...

rsrsrsrs
sim sim, vc pegou a idéia do que eu queria sobre a identidade brasileira!!!
não falo só do que é nosso mesmo, dessas rendas, do índio e do bordado, mas do que somos mesmo, lá dentro!!!
ai, isso ainda vai longe e vou continuar pensando sobre isso!!

Bjus lindaaaaaaa

Rafael Plata disse...

Rsrsrs!!!
Sua citação de Henrique VIII me fez lembrar das aulas de história da moda e da exposição do Renascimento que teve no galpão!!!
Mas, confuso não estou, me sinto um pouco amedrontado de onde a moda e seus modos irão parar.
Acho que estamos chegando num novo tempo, onde logo a androgenia irá prevalecer, parece que vejo na minha frente todos os filmes de ficção científica que já vimos ao longo de nossas vidas, onde todos usam a mesma roupa, da mesma cor, mesma forma, etc!!!
Rsrsrs!!!
Mas isso já é muita viagem, deixa me conter ao código do vestir, que ao meu ver sempre achei importante a sua existência, mas que cada vez mais com a individualização da moda está se tornando algo "antiquado".
Ai que vida dura de pensador!!!
Culpa sua!!!
Rsrsrsrs!!!

Biti Averbach disse...

Oi Regina, finalmente vim retribuir a visita! Ando à base de remédios, desde que faxinei um baú cheio de cobertores fora de uso! Mas dizem que a gente tem que jogar fora as coisas velhas para abrir espaço para as novas, né!?

Viva o anti-alérgico! hehehehe